Festa do Corte Popular em Alagoas. Novo marco da luta camponesa no nordeste

Escrito por LCP do Nordeste
Publicado em 26/04/2012
Categoria: Notícias
O mês de Abril de 2012 se tornará, de agora em diante, uma importante data para a luta camponesa em Alagoas e ao mesmo tempo, é mais uma grande contribuição para a luta por terra, pão justiça e nova democracia em nosso país. A Liga dos Camponeses Pobre do Nordeste junto à coordenação dos camponeses de Capela realizou a Festa da conclusão do 1º Corte Popular em área rural em Alagoas.

No início da manhã do dia primeiro, a cidade de Capela foi tomada por centenas de bandeiras vermelhas empunhadas pelas mãos dos camponeses que cantavam com ardor as canções de luta e com a mesma energia repetiam as palavras de ordem dos camponeses combativos como: É TERRA, É TERRA PRA QUEM NELA TRABALHA E VIVA AGORA E JÁ A REVOLUÇÃO AGRÁRIA!

O calor da passeata contagiou os populares da cidade, principalmente quando a passeata parou em frente à falida Usina João de Deus, e em ato, denunciou o calote da usina com os trabalhadores demitidos sem seus direitos trabalhistas; também denunciou a falsa alegação de propriedade, por parte do deputado federal João Lyra, das terras devolutas da fazenda Pitombeira. O povo de Capela que assistia a passeata demonstrava seu apoio cantando junto às canções de luta, fazendo sinais de aprovação e muitas vezes aplaudindo as falas dos nossos companheiros durante toda a manifestação.


A passeata finalizou na área para, mais à tarde, iniciar a entrega dos certificados de posse. Decoravam a área muitas bandeiras vermelhas, cartazes e faixas dando viva a aliança operária e camponesa e saudando a 1º Festa do Corte Popular em área rural de Alagoas. A mesa de abertura teve convidados muito importante para a luta pela terra, como os professores doutores da UFAL: José Nascimento e Wilson Sampaio, como também, representantes da comissão nacional da LCP, do MEPR e da Escola Popular. Companheiros (as) de Messias, S. Miguel Milagres, Marechal Deodoro, estudantes de Pernambuco e Alagoas, também, prestigiaram nossa Festa.

Companheiros que não conseguiram conter a emoção ao ver seus nomes no certificado, saudavam com lágrimas mais essa vitória, depois de mais de seis anos de luta. Com merecidos aplausos em cada entrega de certificado, fora assim, para as cerca de 50 famílias contempladas nesta 1º etapa.

Estes seis últimos anos, para as essas famílias de Capela, foram marcados por importantes vitórias: resistências a reintegração de posse, bloqueios e fechamento de rodovias, reocupação da área da Pitombeira; mas também foi marcado por humilhações, como em um dos despejos, deste período, que nem se quer havia mandato de reintegração de posse, existiu apenas a truculência da polícia, perda de lavouras e promessas do INCRA por vistorias etc. Porém, a decisão de fortalecer a luta pela terra no caminho da revolução agrária, direcionou os camponeses de Capela a realizar o Corte Popular, um importante instrumento para nossa luta.


Sabemos que se devemos adquirir nossos próprios meios de garantir nossa terra para morar e trabalhar, pois do Estado só podemos esperar é reintegração de posse. O governo Dilma deixou bem claro no ano passado, logo quando foi definida a vitória de mais quatro anos de oportunismo no país, o seu compromisso com a dita reforma agrária, com dezenas de reintegrações de posse, até em áreas desapropriadas e para completar não foi realizando nem uma desapropriação de terra durante todo o ano de 2011.
Durante a festa, os companheiros (as) professores e estudantes de Pernambuco e Alagoas, consciente da necessidade de na cidade ecoar o grito por justiça dos camponeses funcionando como uma caixa de ressonância, conformaram o Comitê de Apoio aos Camponeses, realizando a 1º reunião na própria Festa. Como principal atividade o Comitê está recolhendo assinatura em apoio à luta dos camponeses por intermédio do blog: comitedeapoioacapela.blogspot.com.

No final da tarde a Festa do Corte Popular foi encerrado com churrasco, muito forró e cantoria ao som da sanfona.



Viva o Corte Popular!
Terra pra quem nela vive e trabalha!

Liga dos Camponeses Pobres do Nordeste
Comitê de Defesa da Revolução Agrária de Capela
   
     
   
» Todo o conteúdo pode ser copiado e reproduzido desde que citada a fonte «