O povo quer a fazenda Beirada!

Escrito por LCP do Norte de Minas e Bahia
Publicado em 13/11/2012
Categoria: Notícias

Boletim n° 1 (Novembro de 2012)

Os camponeses de Manga e região há vários anos lutam pelas terras da Beirada para trabalhar, produzir e construir um futuro de fartura e dignidade para suas famílias. Nos últimos dias várias famílias camponesas tem procurado a Liga, afirmando estarem dispostas a ocupar a Beirada tomando as terras que são suas por direito!

É um absurdo numa região de seca como a nossa, em que muitas famílias perdem todo ano criações e roças ter uma fazenda como a Beirada, com tanta fartura de água sem produzir nada.

Centenas de famílias camponesas foram exploradas e humilhadas nessas terras. Quantos camponeses trabalharam e depois não receberam? Quantos trabalharam e receberam em vales para comprar nos comércios? Ainda estão vivas na memória do povo da região as denúncias comprovadas de trabalho escravo na fazenda. Pais e mães de família que saíam para trabalhar de madrugada de suas casas e voltavam à noite e nunca viram seus pagamentos!

A Beirada está nas mãos de bandidos e parasitas que não produzem nada! Como o Vavá um dos maiores caloteiros da região, que não paga ninguém, nem os pequenos nem os grandes, deixando uma fazenda como a Beirada atolada em dívidas. Arrendou as terras para Cabral, outro caloteiro, que depois que ganhou muito dinheiro para tocar a fazenda deixa os pivôs e os canais abandonados e sucateados, enquanto procura algum sócio que tenha condições de assumir as enormes dívidas da fazenda como as contas no banco, com outros latifundiários, agiotas, água e energia elétrica.

E foi só começar os comentários que os camponeses estão decididos a ocupar a Beirada que a perseguição aumentou: Cabral e sua cambada de puxa-sacos estão indo nas casas de nossos companheiros ameaçando, ligando, mandando recados, pistoleiros rondando a fazenda intimidando os que passam pela estrada.

Duas tentativas dos camponeses de ocupar a Beirada já foram reprimidas por pistoleiros que ameaçaram e agrediram os trabalhadores. Na ultima ocasião em 2007 homens, mulheres e crianças foram recebidas à bala na entrada da fazenda. Mas dessa vez será diferente! Não aceitaremos que os latifundiários façam com essas famílias a mesma covardia que fizeram há poucos dias com os companheiros na fazenda Pau D`arco, onde pistoleiros acobertados pela polícia destruíram os barracos e pertences de pessoas pobres trabalhadoras.

O povo está comentando que a fazenda está cheia de pistoleiros (viciados em drogas, pagos com cachaça e crack) chefiados por Frederico e Isaias. Frederico quando estava na pior pediu apoio da Liga e conseguiu um lote na fazenda Calindó fingia estar do lado dos pobres, mas depois que conseguiu fazer um pé de meia com suas falcatruas, roubando madeira nos lotes dos pequenos, passou para o lado dos piores latifundiários. Ele recebeu uma parte da fazenda para impedir que o povo precisado entre nas terras para trabalhar.

Isaías, outro traidor, antes de participar do movimento não tinha nem onde cair morto e depois de tirar um lote nos Irmãos Coragem, em Maria da Cruz e agora no Trevo em Juvenília, ao invés de ser grato ao movimento trabalha para aqueles que dizia combater. Na verdade, nunca passou de um covarde, de um oportunista que se escondia atrás da bandeira do movimento querendo se dar bem!

Os traíras Frederico e seu capanga Isaias estão armados comandando pistoleiros na Beirada.

Queremos deixar bem claro para todos os camponeses e todo povo de Manga e região que a Liga apoia a ocupação da Beirada e dos latifúndios improdutivos pelos pobres que precisam de terra, seus únicos e legítimos donos.

Terra para quem nela vive e trabalha!
Tomar todas as terras do latifúndio!
Viva a Revolução Agrária!

Liga dos Camponeses Pobres do Norte de Minas e Bahia

   
     
   
» Todo o conteúdo pode ser copiado e reproduzido desde que citada a fonte «