Prefeito de Ariquemes manda polícia reprimir camponeses

Escrito por Comissão de moradores
Publicado em 13/07/2014
Categoria: Notícias
No dia 10 de julho ocupamos a prefeitura de Ariquemes, cerca de 70 camponeses das áreas Canaã, Raio do Sol e Renato Nathan 2. Nossas estradas há 3 anos não são arrumadas direito, motos e carros estragam, sofremos acidentes. Quando chove o ônibus da linha não passa e temos que levar compra nas costas. Nossos filhos perdem aula, são mais de 70 alunos que estão sendo prejudicados.

Em maio reunimos com o Sr. Lourival Amorim, que prometeu colocar as máquinas da prefeitura caso não saísse uma emenda de deputado. Insistimos pra ele escrever esta promessa num papel e assinar, mas ele pulou fora, disse que não precisava, pois sua palavra vale mais que sua assinatura.

Um encarregado da prefeitura disse que arrumariam nossas estradas no início de junho. Só não falou de que ano...

Por outro lado, um latifundiário vizinho foi na prefeitura uma só vez e as máquinas fizeram 10 quilômetros de estrada que não estavam previstos. Estas máquinas da prefeitura trabalharam perto da gente, mas foram embora no último dia 8, sem entrar em nossas áreas.

Por tudo isso o prefeito nos obrigou a ocupar a prefeitura.

Vimos com nossos olhos como o Sr. Lourival trata o povo que produz, paga imposto, ajuda a abastecer a cidade e a movimentar o comércio.

O prefeito não reuniu com a gente, nem mandou o secretário de obras. Foi o Capitão Levi, secretário de segurança, que nos atendeu, chegou na maior grosseria, sem ouvir nossas explicações e logo chamou a polícia. Depois exibiu seu porte de armas como um troféu, tentando nos intimidar.

O secretário levou policiais para reunir com uma pequena comissão. Por que tanto medo de nós? Quem não deve não teme!

Chegaram várias viaturas da Polícia Municipal, PM, GOE, com vários policiais armados até de fuzis. Fomos despejados da prefeitura sem nada de concreto. E o secretário deu gargalhadas...

Não somos bandidos!

Bandido é o prefeito que enrola, mente, tira nosso direito de ir e vir, deixa nossa vida em situação de risco, especialmente a de nossos filhos.

O prefeito conseguiu uma coisa: nos deixar mais revoltados. Só vamos desocupar a prefeitura com as máquinas para arrumar nossas estradas e pontes.

Queremos estradas e pontes de qualidade, não repressão!

Se o camponês não planta, a cidade não almoça nem janta!

Comissão de moradores das áreas Canaã, Raio do Sol e Renato Nathan 2


 
Camponeses se mantiveram em frene a prefeitura até falar com o prefeito
 
No dia seguinte, diante da persistência dos camponeses, uma comissão das áreas Canãa, Raio de Sol e Renato Nathan  2, foram recebidos pelo Prefeito de Ariquemes/RO.

Os camponeses, representados pela Comissão, compareceram na audiência e reivindicaram o conserto das estradas que dão acesso ás áreas. Após diversas intervenções, o prefeito, apesar de se recusar a assinar qualquer documento, garantindo que sua palavra bastava, se comprometeu em enviar os maquinários que estão na C-50, no prazo de 07 dias,  para realizar o conserto das estradas, construção das pontes que estão quebradas ou em péssima situação de conservação e abertura de 05 quilômetros de estradas na área Renato Nathan 2.

Os camponeses realizaram Assembleia e decidiram esperar que o prefeito cumpra o prazo  para o início das obras nas estradas, decidindo retirarem-se da prefeitura.

Enquanto esperam, as crianças continuarão sem estudar, já que não há condições de trafegar o ônibus escolar nas estradas. Mais uma vez os camponeses organizados desmascaram o velho Estado e comprovam que só com luta garantem seus direitos.

Fonte: Comissão de moradores das áreas citadas e Lenir Correia Coelho - Assessora Jurídica da CPT/RO

   
     
   
» Todo o conteúdo pode ser copiado e reproduzido desde que citada a fonte «