Camponeses retomam as terras onde o companheiro Cleomar foi assassinado!

Escrito por LCP do Norte de Minas e Bahia
Publicado em 18/01/2016
Categoria: Notícias
No último dia 14/01 dezenas de famílias camponesas ocuparam as terras da Fazenda Pedras de São João. A porteira onde o companheiro Cleomar Rodrigues de Almeida foi tocaiado e assassinado por pistoleiros a mando do latifúndio no dia 22 de outubro de 2014, foi trancada pelos trabalhadores. Faixas em homenagem a este grande herói de nosso povo e bandeiras vermelhas da LCP ornamentam a entrada das terras que serão cortadas e distribuídas pela Revolução Agrária aos camponeses pobres sem terra ou com pouca terra.

As 35 famílias que vivem na Área Unidos com Deus Venceremos junto aos camponeses pobres de Pedras de Maria da Cruz, Januária e região; dirigentes e ativistas da LCP e seus apoiadores dão um passo decisivo no sentido de fazer justiça e realizar um grande sonho do companheiro Cleomar!

Desde 2008, os camponeses pobres de Pedras de Maria Cruz organizados pela LCP lutam pela desapropriação destes mais de 5800 hectares de terras boas cultiváveis, banhadas pelo Rio São Francisco, praticamente abandonadas pelos latifundiários e que nada produzem.

Em abril de 2007, o Incra passou mais uma falsa promessa, desta vez, de que as fazendas Pedra de Maria, Pedra de São João e Pedra de São Pedro Agropecuária estavam desapropriadas para o falido e mentiroso programa de reforma agrária do velho Estado, dando um documento que não tinha valor legal para enganar a três acampamentos da Liga.

Cansados de esperar por este governo de PT/Lula/Dilma, que não fez e não vai fazer nenhuma reforma agrária, mentiu descaradamente durante a campanha eleitoral e está afundado na roubalheira e na entrega da nação às mineradoras e corporações estrangeiras, os camponeses pobres de Pedras de Maria da Cruz e região atenderam ao chamado feito pela LCP em seu 8° Congresso de “Contra a crise: tomar todas as terras do latifúndio!” Cleomar Vive! Morte ao latifúndio!Viva a Revolução Agrária!


 
Segue, comunicado publicado pelo Comitê de Defesa da Revolução Agrária – CDRA:

As terras da Fazenda Pedras de São João foram tomadas e serão cortadas!

No dia 14 de Janeiro dezenas de famílias camponesas ocuparam as terras da Fazenda Pedras de São João. São mais de 5800 hectares de terras boas cultiváveis, banhadas pelo Rio São Francisco. As terras serão cortadas e distribuídas entre os camponeses pobres de nossa região!

Essas terras foram praticamente abandonadas pelos latifundiários e nada produzem: é só mato, mato, desmatamento, pasto morto e cerca. Endividados até o pescoço nos bancos, resolveram não pagaraté os funcionários que estão há meses sem receber nenhum centavo.

Você, pai e mãe de família, que não tem terra e não aguenta mais tanto sofrimento e humilhação vivendo desempregados e endividados nas cidades: junte-se a nós, a Revolução Agrária vai entregar uma parcela de terra para você e sua família viver e trabalhar com dignidade!

Você jovem solteiro(a), que já cansou de se humilhar vendendo o seu dia de serviço por uma mixaria. Você pescador que já não consegue viver só da pesca, que precisa de um pedaço de terra no alto, junte-se a nós!

A Revolução Agrária está fazendo justiça nas terras regadas pelo suor e sangue dos camponeses e vai entregar terra para todos os pobres do campo! Já se passou mais de 1 ano que o dirigente camponês Cleomar Rodrigues foi assassinado nestas terras, por pistoleiros e policiais à mando dos latifundiários que andam livremente pelas ruas. Ele lutou durante muitos anos pela desapropriação destas fazendas e depois de muita enrolação do Incra, o processo ficou paralisado.

Este governo do PT/Dilma não vai fazer nenhuma reforma agrária, mentiu descaradamente durante a campanha eleitoral e está afundado na roubalheira e na entrega da nação às mineradoras e corporações estrangeiras!

Você pequeno e médio comerciante e proprietário, apoie nossas famílias, pois são os pequenos que desenvolvem o comércio e a produção de nossa região e não os parasitas latifundiários

Morte ao latifúndio! Cleomar Vive!

Viva a Revolução Agrária!

   
     
   
» Todo o conteúdo pode ser copiado e reproduzido desde que citada a fonte «