Camponeses tomam vazantes no Velho Chico!

Escrito por LCP do Norte de Minas e Sul da Bahia
Publicado em 26/07/2016
Categoria: Notícias
No dia 28 de junho último, sob a bandeira da LCP, 45 famílias camponesas de Pedras de Maria da Cruz tomaram as terras da Ilha das Mangueiras, terras de vazantes na margem direita do Rio São Francisco.

Estas terras sempre foram ocupadas pelos camponeses pescadores, pioneiros fundadores dos povoados e cidades nas margens do rio São Francisco, no entanto juridicamente são consideradas da União, sob jurisdição da Marinha. Com o passar do tempo os latifundiários se adonaram dessas terras, expulsando pela violência os camponeses!

As terras de vazantes representam a salvação da lavoura no Norte de Minas, pois são terras férteis que são banhadas pelo rio após as cheias e ficam permanentemente úmidas, em condições ideais para o cultivo, exatamente quando a seca assola o sertão.

Segundo os camponeses, a Ilha das Mangueiras que secularmente é cuidada pelos camponeses foi desmatada pelo latifundiário Osmar Paixão Borborema, que plantou capim e estava criando gado nesta área, prática odiosa que sempre traz muitos prejuízos às plantações dos camponeses.

Os pescadores animados pelo Corte Popular realizado na Área Revolucionária Cleomar Rodrigues, logo que ocuparam a beira do rio já partiram para o Corte Popular, entregando uma pequena mas produtiva parcela de aproximadamente 4 hectares para cada família.

Com apenas 1 hora da tomada, a polícia militar já chegou com 2 viaturas com policiais armados até os dentes, chamados pelo latifundiário contra os camponeses.

Os policiais perguntaram a mando de quem eles estavam ali e os camponeses responderam perguntando a mando de quem os policiais estavam ali.

Quando os policiais foram embora os camponeses comemoraram e no mesmo dia foram chegando mais famílias que receberam a notícia. No dia seguinte chegaram tantas famílias que já não cabiam mais ali.

Já no segundo dia da tomada, os companheiros apresentaram o jornal A Nova Democracia para os camponeses, que demonstraram muito interesse e à sombra de uma mangueira foram descobrindo que não estão sozinhos nesta luta, que por todo o país os camponeses enfrentam as garras do latifúndio e continuam tomando mais terras, sob o lema de “é terra, terra, pra quem nela trabalha e viva agora e já a Revolução Agrária!”

Viva a tomada da Ilha das Mangueiras!

Viva a união dos camponeses!

Viva a Revolução Agrária!

Famílias Camponesas da Ilha das Mangueiras
LCP - Liga dos Camponeses Pobres do Norte de Minas e Sul da Bahia

   

Notícias relacionadas « » leia também:

Sem notícias relacionadas para exibir nessa página.


   
     
   
» Todo o conteúdo pode ser copiado e reproduzido desde que citada a fonte «