Companheiro José Adeilton, presente na luta!

Escrito por LCP do Nordeste
Publicado em 15/12/2017
Categoria: Notícias

No dia 12 de dezembro, o valente coração do nosso companheiro Del parou de bater. Como fazia todos os dias, Del levantou-se cedo para cuidar de seu próspero sítio na Área Revolucionária Renato Nathan, em Messias, Alagoas. Havia sentido um incômodo no peito e uma dormência no braço esquerdo, mas ainda teve força de se reunir com alguns companheiros e companheiras da área para resolver algumas questões cotidianas. Depois, sentou-se para descansar na varanda de sua casa. No final da manhã, seus familiares já o encontraram sem vida sentado em sua cadeira de balanço.

O companheiro Del tinha 55 anos e há dez enfrentava problemas cardíacos, quando fez uma cirurgia para substituição da válvula mitral. Há cerca de dois anos o quadro de saúde de Del piorou, chegou a entrar na fila para outra cirurgia de válvula, quando após novos exames, conseguidos com Médicos do Povo do Recife, constatou-se que seu problema cardíaco era outro. Na verdade, Del tinha uma insuficiência severa em consequência de um aumento do tamanho de seu coração. A única alternativa era o transplante. Com o acompanhamento semanal desses Médicos do Povo, a saúde de Del havia melhorado consideravelmente em função de um controle mais preciso de sua pressão sanguínea. No entanto, o risco de uma morte súbita era muito alto e foi o que infelizmente aconteceu.

Del enfrentou com muita coragem sua condição de saúde e com extrema valentia a possibilidade do transplante. Decidiu aguardar em casa para poder seguir cumprindo suas tarefas revolucionárias. Dedicou suas últimas horas à Revolução Agrária. Na Assembleia Popular do último domingo, demonstrou brilhante energia. Decidiu ir a pé de seu sítio até a sede do CDRA, uma distância de 2 km. Na Assembleia, fez uma longa intervenção de mais de 2 horas destacando as tarefas que deveriam ser concluídas,particularmente a finalização da construção da casa-de-farinha, agitou também a necessidade de aumentar a união do povo e combater as picuinhas. Por fim convocou todos para a celebração dos 100 anos da Grande Revolução Socialista de Outubro, marcada para o próximo dia 23/12, que, agora, será feita também em sua homenagem.

O companheiro Del era um militante camponês revolucionário eum marxista-leninista-maoísta convicto. Entrou para a LCP, em 2011, quando assumiu a direção do que se tornaria a Área Revolucionária Renato Nathan. Del ingressou na LCP em um momento de importante luta interna contra o oportunismo.Sustentando firmemente a bandeira vermelha da Revolução Agrária, em 2012, vanguardeia o 1º Corte Popular em AL e avança para a direção regional da LCP. Em 2014, participa ativamente do 8º Congresso da LCP do Norte de Minas e Sul da Bahia e crescentemente vai assumindo tarefas nacionais da Liga. Em 2016, atuou de maneira decisiva na luta entre os dois caminhos no movimento camponês impondo contundente derrota ao oportunismo incrustado no interior da LCP, foi nesse ano que Del deu o maior salto em sua militância revolucionária. Em 2017, apesar do agravamento de seus problemas cardíacos teve forças para participar da reunião da Comissão Nacional das Ligas, realizada em São Paulo, onde como sempre interviu com sua voz de trovão.

O companheiro Del, natural de Maceió, sempre viveu em Messias. Ao longo de sua vida trabalhou como entregador de pão, como pedreiro, na construção civil e no corte de cana. Iniciou sua militância ao participar da ocupação da fazenda Jitirana, ainda em outro movimento, mas será na LCP onde irá desenvolver de fato a sua militância revolucionária. A companheira de Del, também dirigente da LCP, apesar da dor, segue firme na luta e reafirmou seu compromisso em manter erguida a vermelhíssima bandeira da Revolução Agrária. Nós da Coordenação da LCP-NE, também, reafirmamos nosso juramento e compromisso.

Em seu funeral, participaram centenas de companheiros. Como desejo do próprio companheiro, o velório foi realizado na sede da Área Revolucionária Renato Nathan. Companheiros e companheiras, perfilados em posição de respeito, entoaram canções revolucionárias e comunistas e cobriram seu caixão com a bandeira vermelha e internacionalista. Todos presentes ficaram muito emocionados com as honras comunistas recebidas pelo companheiro Del, digna dos verdadeiros heróis de nosso povo. Uma vigília, com uma guarda de honra, foi realizada durante toda a noite e a madrugada, até a manhã do dia13.O companheiro Del, mesmo sem poder dar suas palavras de ordem com sua voz de trovão, foi seguido, pela última vez, por uma grande massa,com canções de luta e o juramento de manter erguida suas bandeiras vermelhas de luta.  

VIVA A REVOLUAÇÃO AGRÁRIA!

CONQUISTAR A TERRA! DESTRUIR O LATIFUNDIO!

COMPANHEIRO DEL PRESENTE NA LUTA!

Messias, 13 de dezembro de 2017

Liga dos Camponeses Pobres – Nordeste

 



ASSISTA VIDEO - CLIQUE AQUI
   

Notícias relacionadas « » leia também:

Sem notícias relacionadas para exibir nessa página.


   
     
   
» Todo o conteúdo pode ser copiado e reproduzido desde que citada a fonte «