Carro de combate ianque é apedrejado pelo povo

Resistência Iraquiana: 4 anos de guerra pela libertação

Carro de combate ianque é apedrejado pelo povoOs EUA estão atolados no Iraque desde março de 2003 quando impulsionados por uma grave crise econômica invadiram o país para controlar principalmente o petróleo da região. De lá para cá já assassinaram cerca de 650.000 iraquianos, os ianques já sofreram mais de 50.000 baixas e gastaram mais de 350 Bilhões de dólares.

 Enviaram mais 21.000 soldados para o Iraque e até então, estão longe de conseguir derrotar a heroica resistência iraquiana. Como não conseguem vencer a guerra, o que fazem é manter o país conflagrado para Iraquiano comemora mais uma ação vitoriosa contra as tropas invasorascontinuar com a permanência de suas tropas enquanto promovem o saque das riquezas, principalmente o petróleo.

O Estado brasileiro gerenciado por Lula, tem se mostrado fiel lacaio ao auxiliar indiretamente na ocupação do Iraque, colocando o exército brasileiro para servir de tropa de choque dos ianques no Haiti. Com isso os EUA podem concentrar mais forças no Iraque e com a tranquilidade de saber que seus interesses no Haiti estão assegurados pelo exército brasileiro.

Porque assassinaram Saddam?

Saddam: mártir da heroica resistência iraquianaVimos na mídia toda uma euforia em torno da condenação e assassinato de Saddam Hussein, presidente do Iraque. A condenação e assassinato de Saddam Hussein culminaram um processo de procedimentos ilegais, injustos e inválidos de uma corte fantoche, produto e instrumento da agressão dos EUA.

A ocupação do Iraque e assassinato de Saddam ferem todas as leis internacionais, onde um agressor não pode julgar um prisioneiro de guerra. Os ianques acreditavam que assassinando um líder da resistência iraquiana conseguiria golpear a brava luta desse povo.

O assassinato de Saddam só fez aumentar o ódio do povo contra as tropas invasoras e o transformou em um mártir da resistência, fato demonstrado pelos inúmeros atos e manifestações desencadeadas em sua memória após sua execução.

Na palestina, Afeganistão e Iraque, cresce a resistência contra as tropas invasoras ianques e israelensesA resistência armada do povo iraquiano cresce a cada dia!

Recentemente vários grupos que participam da resistência unificaram o seu comando o que significa um grande salto na luta contra a ocupação. A resistência iraquiana incansavelmente golpeia as tropas assassinas imperialistas. Todos os dias, de norte a sul do Iraque acontecem centenas de ações armadas que visam expulsar o invasor. Até mesmo a chamada “zona verde” em Bagdá, tão propagandeada como sendo área inviolável e imune vem sofrendo seguidos ataques da resistência.

E por mais que os invasores relutem, e enviem mais contingentes de soldados e mercenários, a resistência iraquiana tem prevalecido e está derrotando o inimigo parte por parte. Desde o início da ocupação os imperialistas ianques têm colhido derrotas atrás de derrotas e mais dia menos dia o mundo assistirá os EUA saírem escorraçados do Iraque.

A resistência iraquiana deixa uma grande lição para todos os povos do mundo: é possível enfrentar e derrotar o imperialismo! O imperialismo é um tigre de papel!

O exemplo do heroico povo iraquiano fortalece e inspira os povos oprimidos de todo o mundo a lutar pela destruição do imperialismo.