Camponeses relatam sequestro, tortura e cárcere privado

O latifundiário Heládio Cândido Senn (conhecido como Nego Zen) e seu bando armado, sequestraram 2 camponeses no dia 4 de setembro numa estrada que dá acesso ao acampamento Gilson Gonçalves no município de Chupinguaia-RO. Além de terem sido sequestrados, os camponeses Daniel e Paulo Sérgio foram submetidos a cárcere privado, e sofreram tortura física e psicológica.

Nego Zen responde a dezenas de processos na justiça trabalhista, agora deve responder também por esses crimes. Diversas entidades estão tomando as medidas para que o latifundiário e seus pistoleiros sejam punidos.

Também vão pedir que a Ouvidoria Agrária e Comando Geral da PM tomem providências em relação a possível participação de policiais militares no sequestro dos camponeses e de sua atuação com bandos armados.