MAIS DOIS CAMPONESES SÃO COVARDEMENTE ASSASSINADOS EM BURITIS

Os irmãos Nivaldo Batista Cordeiro e Jesser Batista Bordeiro foram covardemente assassinados no dia 24-04-2016. Seus corpos foram encontrados boiando no rio Candeias a cinco quilômetros de distancia do lugar em que foram abordados. Nivaldo deixou esposa e quatro filhos pequenos.

A moto em que viajavam estava suja de sangue. Isso leva a crer que eles foram baleados na estrada enquanto viajavam e seus corpos carregados e desovados no rio Candeias.

Ambos eram acampados na Área 10 de maio, e haviam recebidos ameaças de morte do latifundiário Caubi Moreira Quito, que em varias ocasiões afirmou que iria matar todos os “sem terra antigos” do acampamento.

No dia 29 de dezembro de 2014 Caubi informou ao delegado Renato Morari, de Ariquemes, que havia contratado 10 PM`s de Buritis para fazer a segurança armada de sua fazenda.
Policiais Militares de Buritis fizeram diversas tentativas de reintegração de posse na Área 10 de Maio sem ordem judicial.

Esse crime tem todas as características dos crimes praticados por policiais. Os camponeses saíram de casa no domingo cedo, à luz do dia, em uma estrada muito movimentada. Foram assassinados em um lugar e seus corpos encontrados em outro. Pistoleiros não teriam como fazer tal operação sem chamar a atenção.

Moradores da região informaram ter visto PMs fazendo blitz nas imediações; outros camponeses da Área 10 de Maio relataram terem sido perseguidos pelo helicóptero.

Estes crimes são a proposta do Estado para acobertar a grilagem de terras pelos latifundiários: matar camponeses e acobertar os assassinos.

Como sempre a imprensa vendida nada diz sobre os crimes da pistolagem contra os camponeses.

Os camponeses estão acumulando revolta devido a mais uma ação covarde de agentes do Estado em conluio com os bandos armados dos latifundiários.

Esse crime não ficará impune, os camponeses não vão desistir de lutar pela terra, nem com todo o o terror perpetrado pelos agentes do Estado.

Companheiro Jesser, presente na luta!
Companheiro Nivaldo, presente na luta!
Viva a luta pela terra!
Terra para quem nela vive e trabalha!

Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia e Amazônia Ocidental
Comissão de moradores da Área 10 de Maio